Quinto Landmark

workA Maçonaria impõe a todos os seus membros a prática exacta e escrupulosa dos ritos e do simbolismo, meios de acesso ao conhecimento pelas vias espirituais e iniciáticas que lhe são próprias.

A preparação do maçon, a sua evolução, a aquisição dos conhecimentos que lhe servirão de utensílios para o seu esforço de aperfeiçoamento não é realizada através de aulas, lições, conferências ou estudos.

O maçon trabalha praticando, repetindo situações e textos que, por essa repetição prática, vão abrindo horizontes.

Quantas vezes, ao revermos um filme não descortinamos detalhes, significados, que nos tinham escapado da(s) vez(es) anterior(es)? Ou ao relermos um poema, tantas vezes lido e lembrado, se nos ressalta uma réstea de beleza, que anteriormente nunca nos captara a atenção? Ou ainda, ao ouvirmos a nossa música favorita pela enésima vez, damos conta de umas notas tocadas em fundo por um instrumento, que melhor completam a Harmonia da peça musical?

O método maçónico baseia-se assim numa forma oral de transmissão de elementos, repetida, permitindo a cada um que, daquilo em que assiste e participa, vá retirando o que, na ocasião, lhe é útil retirar. A própria evolução do maçon lhe permitirá descortinar novos significados no que antes apenas um caminho lhe abria.

Os maçons trabalham, pois, segundo um ritual, textos de há muito estabelecidos, que exaustiva, escrupulosa e pormenorizadamente repetem. E disso beneficiam, assim aprendem, assim evoluem.

Uma das minhas frases preferidas, quanto à Maçonaria, é a de que a Maçonaria não se ensina, aprende-se. E aprende-se por esta tão particular via.

Os ritos (há mais do que um, sendo cada Loja livre de utilizar o que entender) são textos carregados de significados simbólicos que, pela via da repetição, vão sendo naturalmente entrevistos pelo maçon.

Esta é a via, o modo de trabalhar, aprender e evoluir, que é característica da Maçonaria e que, portanto, não pode ser modificada ou abandonada. Se o fosse, estar-se-ia a realizar uma actividade porventura meritória, mas que não seria já Maçonaria.

Maçonaria é, pois, um método de aperfeiçoamento através da prática de ritos dotados de significados simbólicos, que são descobertos e apreendidos através da repetição cuidada dos rituais.

In Blog "A Partir Pedra" - Texto de Rui Bandeira (05.12.06)